terça-feira, 29 de dezembro de 2009

UAAAAUU.... Aí vou eu..

Invicta aí vou eu!
Pura e simplesmente não consigo esconder a felicidade que me invade cada vez que vou ao Porto. Já aqui expressei a minha paixão pela cidade e pelas pessoas de lá, mas não me canso de o dizer.
Essa cidade tem mesmo um enigma especial e traz sempre boas lembranças. E já agora... existe algo de mais romântico do que um belo beijo em cima da ponte D. Luís????? Não!

FIL Fun & Music

Não percam! Está aberto até dia 03/01, e é uma pena a fraca publicidade que lhe foi feita.
É no pavilhão 4 da FIL e tem insufláveis, carrinhos de choque e carroceis, simulador, pista de gelo, entre muito mais. Aproveitem, dá para miúdos e graúdos e é bem giro.
Confesso que depois de lá ter ido no Sábado ainda hoje me dói o corpo de ter andado de patins no gelo, mas diverti-me imenso. As quedas também não são meigas, mas é bem divertido.

Beijocas e não percam.

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Há coisas que nunca mudam...

E ainda bem que assim é. Passou-se mais um Natal, mais um momento em família que sabe sempre tão bem.
Ter que partilhar a custódia do miudo é sempre complicada e torna-se gigantescamente pior nesta altura, mas já passou e a alegria de o ver a abrir a montanha de presentes, sempre com um ar de felicidade estampado no rosto, porque era mesmo o que ele queria ou o Pai Natal adivinhou o que ele queria, compensa tudo.
E isto rodeada das pessoas que mais me são importantes. Sabe bem sentir aquele frenezim, aquela implicância da minha avó devido, não só ao seu feitio cutilantecomo também, à idade avançada. Sentir a minha mãe por perto e poder ter a minha irmã sentada comigo à conversa sobre tudo faz-me sempre sentir bem.
Faltaram-me 2 pessoas igualmente importantes. Mas nem sempre podemos ter tudo o que queremos e a vida obriga-nos a estar somente num sitio. lol. Mas eles sabem que o meu pensamento também estava com eles.
E acho que podia ser novamente manhã de dia 24/12 para viver tudo novamente.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

E se...

vocês tivessem um processo em tribunal por causa da vossa casa e o vosso advogado nas alegações finais dissesse que a vossa casa parecia um tabuleiro de xadrês, pois o pavimento que vocês escolheram é muito feio e tão alto que mais parece que vocês queriam morar num castelo????

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Prendinhas...

Este ano isto anda complicado! Comprei há muito tempo atrás as prendinhas daquelas pessoas que nada me dizem directamente mas a quem acabo sempre por oferecer qualquer coisita.
Depois comprei as prendas dos miudos. Adoro esta parte! Existem sempre mil e uma coisa que eles querem e outras mil e uma que nós sabemos que eles vão gostar.
Depois comprei .... mais nada! E aqui está o problema. Não sei o que hei-de oferecer a todos os outros que me são importantes, e tudo o que me ocorre é caro pra caneco!
Que chatice!

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Amor perdido


É complicado! Existem coisas complicadas... que se tendem a complicar cada vez mais!
Magoaram a minha menina. A minha menina que já não é nem menina nem minha... mas magoaram-na.
Partiram-lhe o coração em mil pedaços e não sei como agir. Se por um lado sei que é o melhor para ela, porque quem ama de verdade não maltrata, porque quem ama de verdade não magoa com palavras infelizes. Por outro, fico profundamente triste, sei qual é a sensação de perdermos quem achamos que será nosso para todo o sempre. Sei o que é chegarmos a casa e não termos quem nos acolha a alma e nos aconchegue o coração.
E custa-me vê-la assim, chorona, triste e sem norte.
Dêem-lhe umas palavrinhas de consolo que ela bem precisa!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Pensamento solto

"Isso é só uma fase. Há-de chegar o dia em que aceitarás pacificamente que não és a 1ª opção"

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Meninos da mamã

Ontém ouvi da boca de uma pessoa que fica mal um adulto pedir à mãe para o servir de mais comida durante uma refeição.
Fiquei um bocado chocada! Será que ela não tem uma mãe que a sirva?
É que apesar de crescermos todos continuamos a adorar ser "filhinhos da mamã" em alguns momentos e poder dizer mãe põe aí mais um pouco de arroz é um deles.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Tradições

E as tradições já não são o que eram...
Mas desde quando é que se oficializou o facto de irmos a um casamento, batizado ou aniversário e não se levar prenda????!!!
É que ultimamente este é o prato do dia. A malta vai porque é convidada, come e bebe na boa mas prenda que é bom ... NADA... niente... nepias.
Eu nem sequer consigo conceber a cara de pau que é preciso ter para fazer isso. Só mesmo bêbeda o faria e mesmo assim tinha que andar bebeda a semana toda para não me lembrar de comprar.
É que se não têm dinheiro não vão, ou avisem discretamente a pessoa em causa "olha tô fraca de money, não te vou poder dar nada". Uma palavrinha. Fica sempre bem.
Mas eu sou a unica a achar isto estranho???

Actualizações

Tanto tempo sem visitar o meu cantinho e os vossos que quando chego aqui tenho...selos pendentes. Ora vamos cá despachar isto à velocidade da luz :)

A minha doce Marlene ofereceu-me 2 selos:


1º seguir as regras
2º levar o selo acima
3º identifica quem está, esteve ou estará no desafio eCompletar as seguintes frases:

a) Eu já… sou mãe. E sinto-me muito feliz por o ser.
b) Eu nunca… me aproximo de bichos.
c) Eu sei… que consigo ver as coisas muito antes da maioria das pessoas e lixo-me quase sempre por isso.
d) Eu quero… continuar a ser como sou, lol.
e) Eu sonho… sempre!

Por fim, indicar 5 blogues para dar sequência ao desafio:

Sofia
Ana
Síndrome dos 30

E os outros 2 escolham vocês, sirvam-se


E ainda me ofereceu este:


1 - Exibir o selo no meu blog
2 - Postar o Link: http://fufuquices.blogspot.com/
3 - Dizer quais as maiores fufuquices (Uiii... há coisas que não se fufucam lol) da sua vida:

Preparei uma festa surpresa pro meu fofo este fim de semana pelo seu aniversário

4 - Indicar 3 Blogs cheios de Fufuquices:

S*
Belota
Anette


E a minha doce Sofia deu-me este selo que acho muito giro:



1) Publicar o selo no blog e indicar quem me nomeou

2) Responder à pergunta: O que é a verdadeira amizade para ti?

Amigo não é aquele que te faz sorrir com mentiras mas sim aquele que te faz chorar com as verdades e depois te limpa as lágrimas e aconchega.

3) Repassar para blogues (5) que consideras como amigos:

Complexidades Transparentes
Alma
Patrícia
Sakura
Olhos Dourados


Prontossssssssssssss. ya tá!

O Regresso

Pior do que dores pelo nascimento do dente do siso, é ir arranca-lo e ficar com uma nevralgia do trigémeo, mas agora finalmente as dores começam a acalmar e já sinto que posso pegar no teclado e na imaginação e escrever qualquer coisa.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Dente do Juízo


Tinha uma dor descomunal no siso e arranquei-o.
Agora ando há 2 dias entupida em comprimidos para não me doer e ainda por cima não consigo comer, nem rir. Que treta!!!
E será que o meu juízo desapareceu com o dente? É que nunca tive muito, se este pouco desaparece é mau.

Uma espécie de adeus

Mas existem dias, horas e minutos em que se torna complicado aceitar isto.
Olho para trás e ainda sinto a nossa cumplicidade no ar.
Conheci-te nos tempos de escola, lutámos, puxámos cabelos uma à outra, mentimos, enganámos, fumámos juntas, vivemos os primeiros namorados, as curtes, as festas na casa do povo, sempre rodeadas por tanta gente.
Recordo Celine Dion enquanto limpavamos o pó da tua casa e as lágrimas nos corriam pela cara. As sessões espíritas que tiveram tanto de engraçado como de medonho.
Recordo o Machado, lllllllloooooolllllll. Só mesmo nós.
A tua operação que tentaste esconder-me, a separação dos teus pais, as roupas de marca que queriamos e não tinhamos.
A nossa grande amiga S. (pelo menos assim a considerávamos), os jogos, as escondidas, as faltas à escola, as minhas quequices, o crava de 10 paus nos intervalos para o snooker e as eternas horas na esplanada.
Passou muita gente por nós, podia mencionar 1000 nomes...
Depois os trabalhos, as borgas, as noitadas que eu não pude acompanhar, a R., o C. e o paneleiro do Z. lloollllll
As perdas de virgindade, as primeiras desilusões, as conquistas, os primeiros prazeres.
Não esquecendo os nossos amigos N. e L. troca o passo, de Cascais.
Nós de cartazes em punho na estação, que barraca!!!!
As brincadeiras na praia, as negas, o dia de praia com a S. (aquele em que sugeri saltarmos de um comboio em andamento , ok, vamos esquecer este lollllllllll), os catanços, os namoros a sério, as asneiras grande e as pequenas, as alegrias e as tristezas.
Os meus pais, os teus, o meu casamento, o teu namoro sério, o meu filho... ainda me lembro de como apenas há 4 anos erámos como dantes. Sempre juntas! As pessoas passavam, os re-encontros surgiam e nós sempre juntas, tudo mudava menos nós, até que um dia...
Um dia... qualquer dia... um dia normal, igual a todos os outros as nossas respostas mudaram. Passámos a saber uma da outra sómente o que é de conhecimento social.
Um dia, qualquer dia, hoje é o dia. Dia de te idolatrar e de enterrar aquela minha amiga para sair deste cemitério e não mais voltar.
Mas não consigo deixar-te ou ir-me de vez sem me despedir.

Foste a minha Amiga, aquela amiga que nunca se substitui, aquela que partilhou de todas as formas possíveis e imaginárias anos de uma vida.
Limpaste-me muitas lágrimas e provocaste-me outras tantas. Fizeste-me rir vezes sem conta e chorar muitas mais do que gostaría.
Se pudesse escolher, este não era o final que dava à nossa estória, mas... às vezes temos que somente aceitar que quem conheciamos no passado, simplesmente já não existe. Tudo muda e muitas vezes para pior.

Imagem retirada do site Shiuuuu

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Conto...



Acordo com o sol a bater-me na face. Tento abrir os olhos mas não é fácil. Sinto a visão turva de tanta luz.
Levo as mãos à cara e tento abrir os olhos. Começo a focar, o chão, poeira, não me lembro disto. Não sei como vim aqui parar. Levanto-me, tento encontrar algum ponto de referência que me indique onde estou. Não encontro.
Olha à volta... nada. Apenas areia. Dunas. Sol. Poeira.
Não sei como vim aqui parar. Será que vim sozinha???
Não pode ser. Como é que eu vinha sozinha para este lugar que não conheço?! Aliás, onde está a estrada? A viatura onde vim? Não encontro.
Tenho uma sensação esquisita no peito. Como se tivesse perdido alguma coisa, mas não sei o quê. Sinto que o que perdi é importante, mas penso que não deve ser, caso contrário lembrar-me-ia certo?
Mas afinal onde estou?
Procuro a minha mala, vou ligar a alguém que não sei quem. Encontro o telemóvel e vou à agenda... vazia. Nada. Nenhum contacto. Estranho. Lista de chamadas... limpa.
Mas que raio faço eu no meio do nada com um telemóvel que não tem contactos?
Fui caminhando e sinto-me agora com fome. Mas onde vou comer?
Não sei como vim aqui parar. Sinto-me cansada e com um aperto no coração, mas não sei onde estou. Fecho os olhos e penso... Estou sozinha!

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Merda!

Já é novamente 2ª feira!!!

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Flashfoward


Demorei algumo tempo até começar a ver os episódios que tinha gravado desta série e num serão foram todos.
É viciante. Mas uma das questões que quero aqui mencionar é realmente o "ver" o futuro.
Acho que todos temos curiosidade de saber se vamos conquistar aquele amor, se vamos ser chamados para aquele trabalho, se vamos passar nas cadeiras da faculdade, se aquela amiga vai estar conosco, se ... se... se... mas será que na realidade gostavamos mesmo de ver o futuro???
E se o futuro nos mostrasse o que mostrou à Dra Benford???
Ela que é uma mulher casada, aparentemente feliz no casamento, vê-se daqui a 6 meses com outro homem em casa e apaixonadissima por ele.
Que fariamos nós?? Como olhariamos para o nosso marido a partir daqui? Como lidariamos conosco próprias se conhecessemos o dito homem dias depois da visão??
Ou ainda outra questão, contaríamos ao nosso companheiro??? A personagem contou, mas e eu contaria??? Não sei responder.

Finalmente

Hoje tirei o dia para ligar para todo o lado e mais algum e marcar as consultas que já deveria ter marcado há muito tempo.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Palavras Soltas

" Quando uma relação está a morrer existem 3 hipoteses: Ou tentas salvá-la, ajuda-la a morrer ou deixas que ela siga o seu curso natural"

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Cama dos Pais

Pois é, quem é que não gostava da cama dos pais???
Eu confesso que dava tudo para ir lá parar nas poucas oportunidades que tive. E o meu filhote é igual. O menino tem que adormecer na minha cama - e depois mudo-o para a dele - mas agora tem que adormecer com a mãe lá porque "eu quero a mãe na cama para ficar quentinho".

oooooooohhhhhhhhhhooooooohhhhhhh

A quem é que isto acontece??? Só a mim

Eu já vos disse que sou a rapariga dos casos insólitos.
Após ter re-instalado o sistema operativo... fiquei sem Office. E qual a solução da Asus????

" Vá ao site da microsoft e faça download da trial version do Office"

TRIAL VERSION??????? WTF?????

Para quem não sabe a trial version (versão experimental) só é válida por 30 dias.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Estou feita ao bife

Se o meu filho com 4 anos faz isto, o que será de mim quando ele tiver 14???

Conversa de Sábado durante o almoço:

Ele: Mãe, quero fazer xixi.
Eu: Vai, e depois lava as mãos e volta para a mesa.

Passados 2 minutos de ter ouvido a torneira fechar...

Eu: O que andas a fazer que não vens para a mesa?
Ele: Estava a ensaiar.
Eu: A ensaiar o quê?
Ele: A ensaiar como te vou dizer que não quero comer mais.
Eu: Ai é? E o que ensaiaste tu?
Ele: Mãe, dói-me a barriga.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Que fazer?

O que fazer quando alguém que nos conhece profundamente nos define a terceiros com os nossos defeitos?

Viva o profissionalismo

Adquiri nem tem um mês, um portátil da Asus, um dos ultimos modelos deles.
Rapidamente me apercebi que conseguia ver videos, mas sem som. O media player funcionava na perfeição, mas para ver videos era bola. Ontem de manhã, fiquei sem som por completo.
Liguei para a linha 707 500 310, linha da Asus de assistência a portáteis.
O nível de atendimento é mesmo muito mau. Mais parecia que estava a ligar para a loja de monhés aqui do lado. Nem sequer se identificam.
Mandaram-me um email com os procedimentos para que efectuasse uma re-instalação do sistema operativo e actualizasse a Bios. Assim fiz. Agora adivinhem lá o que me falta???? O Office!!!!
Enviei um email a explicar a situação e nada e resolvi ligar. Liguei agora mesmo, às 11h15. Curtam bem o nível do atendimento:

Asus: Tô sim boa tarde, posso ajudar?
Eu: Bom dia meu Sr. O meu nome é Patricia Troca o passo, e o meu número de processo é o XPTO.
Asus: Sim.
Eu: No seguimento dos procedimentos que os Srs me indicaram, fiquei sem Office no meu computador.
Asus: Dê-me lá o seu email pra ir fazer download do Office.
Eu: xxxxxxxx sendo que soletrei o email por ser da empresa.
Asus: (nem sequer confirmou o email) ok. boa tarde então.
Eu: Continuação de bom dia.

Mas que merda é esta????

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Gripe A

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA. Tenho um caso de gripe A perto (ou quase perto) de mim.
Ups! Começo a pensar que devia ter aceite a vacina na semana passada. Que merda!

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Invicta.... Inbicta


Já vos falei do meu Porto??? Daquele Porto que por nunca ter sido meu tanto me pertence?
Adoro a "inbicta".
Antes de ter que passar vários dias na cidade do Porto a trabalho, achava o Porto uma cidade muito feia e nada hospitaleira. Ai o quanto estava enganada.
Hoje posso afirmar que já fui muito feliz no Porto e que se pudesse mudava-me para lá.
Uma cidade de sentido único, onde cada vez que nos enganamos nos vale 30 minutos para nos re-encontrarmos novamente e quase sempre procurando uma indicação a dizer LISBOA. lol
Uma cidade linda, nomeadamenta a Av. dos Aliados que está carregada de uma imponência fantástica. De noite então... tudo meticulosamente iluminado... e visto de Gaia ainda melhor.
Aqueles restaurantes e bares à beira rio cheios de vida e com preços tão acessíveis. Quase que pagamos o mesmo lá por um jantar à beira-rio do que por um almoço numa taberna cá.
Os comerciantes que estão sempre dispostos a ajudar mesmo que isso signifique não vender. Uma das ultimas que passei lá. Entrei numa drograria à procura de um corrimão e o Sr muito simpatico disse-me: "olhe menina, eu tenho mas se for ali a baixo (à concorrência) eles também têm e bendem mais barato". Lol. Em Lisboa, a outra loja até podia ser de um familiar que vocês iam ver se alguem indicava.
Adoro o Sr da pensão onde fico sempre que mesmo às 4 da matina nos vem abrir a porta com a cara mais simpática do mundo e que se lembra sempre de nós.
À minha querida Dª Teresa e Sr Zé (os donos do restaurante onde costumamos ir). Imaginem bem que no dia seguinte a ter chegado ao Porto, lá temos um belo de um bacalhau à bras e o 4 cores para saborearmos, como se fosse um velho regressar a casa.
Adoro o facto de toda a gente se cumprimentar na rua, a qualidade de vida, ver as pessoas quase todas bem vestidas e "aprumadas", não ver pretos (hehehehe, isto é mesmo uma mais valia pois trabalho num bairro deles).
Amo o Porto e quanto mais vou conhecendo mais me vou sentido dele...
Um muito grande bem haja para todos os Portuenses.

sábado, 24 de outubro de 2009

Estou muito doentinha. Ontem tive que ir ao médico e tudo. Estou com gripe. Talvez seja a AA, porque estou mesmo de rastos.Ao menos esta noite durmo mais uma hora.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Continuo com saudades

" - Tenho tantas saudades dela.
- Porque não lhe ligas para irem beber um café?
- Eu? Ligar? Para quê? Já sei qual será a resposta. Ela vai ter coisas marcadas, vai estar cansada ou não lhe vai apetecer. É sempre assim.
- Mas diz-lhe para passar lá em casa, assim sempre está contigo e com o menino."

A minha reacção seguinte foi esboçar um sorriso, para esconder a lágrima que teimava em querer sair.

" - Estou nesta casa há 1 ano e ela só lá foi 4 vezes.
- Mas eu já fui lá mais vezes que isso.
- Tu e toda a gente."

Às vezes gostava de saber lidar com isto, às vezes gostava de saber ignorar isto, às vezes gostava de ver o lado positivo. Mas não consigo. Nunca consigo.
Familia não escolhemos. Mas escolhemos a relação que mantemos com ela.
E neste caso, a minha familia escolhe constantemente não manter relação comigo. Sou sempre a complicadinha. Se faço é porque não deveria ter feito, se digo não deveria ter dito, se apareço é porque vim num mau momento. Se convido é porque já têm coisas marcadas ou falta de vontade. Se peço é porque é em cima da hora. Enfim... E depois sou a incompreensível, que não percebo que eles têm a vida deles, que eu sou uma sortuda porque trabalho por conta própria e que não percebo o que é trabalhar. Que gosto de "laurear a pevide" e que não entendo que os outros sejam diferentes.
O problema provavelmente até pode ser meu. Mas a questão fundamental é esta:

Como é que em 365 dias só têm disponibilidade de partilha das minhas vontades, sei lá 6 dias por ano???

E depois ainda sou mais uma vez criticada porque nunca lhes ligo, porque só me dou com a outra parte da família, ou com os meus amigos, etc.... Eu sou humana e vivo, respiro e comunico nos outros 359 dias. E francamente, nestes 359 dias tenho pessoas que passam muitos deles comigo. Que se preocupam e que podem estar. Porque escolhem estar comigo.
Gostava muito que olhassem para mim, que escolhessem estar comigo pelo menos 1/3 destes 365 dias. Mas nunca escolhem.
Nunca escolhem. E a minha vida segue... sem vocês. Cada vez mais sem vocês. Cada vez mais com menos de vocês.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Hoje tenho saudades. Saudades estúpidas que nunca são correspondidas. Mas tenho.
Como é que posso ter saudades de alguém que nunca tem saudades minhas??? Mas tenho.
E hoje tenho muitas. Saudades de mim, dela, de nós. Saudades de outros tempos... tempos doentes talvez... tempos em que ela era a minha menina e eu a sua mamã.
Saudades de a ouvir chamar-me. Com aquele tom rude, aquele tom autoritário, mas que no fundo é o mais meigo de todos. Saudades de a ter comigo. De ter aquele pedacinho tão especial reservado no fundo do seu coração e de a ter guardada a mil chaves dentro de mim.
Ela não estava sómente no meu coração, estava impregnada em mim. Cada gesto meu era também para ela.
Os tempos mudaram, a época das escolhas chegaram e ela resolveu partir. E eu aceito. Não compreendo, mas aceito. Ou digo que aceito porque na realidade mais nada posso fazer. Ou se calhar até posso fazer, mas não sei o quê.
Então fico. Fico aqui no meu canto. Fico no meu caminho que é agora paralelo ao dela.
E com saudades! Que hoje estão fortes e que me apertam o coração.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Anatomia de Grey

Uma das melhores séries que vi até hoje é definitivamente a Anatomia de Grey.
E quanto mais temporadas vão aparecendo melhor qualidade e enredo vão tendo. A temporada 5 então é do melhor.
Ontém revi um episódio que me fez chorar baba e ranho. Um episódio onde uma criança de 6 anos baleou o pai 17 vezes.
A mãe gritava para os médicos: "foi sem querer. Ela está arrependida, foi um acidente"
Mas o que me chocou foi quando a miuda perguntou à Meredith:
" Como é que ele não morre? Eu dei-lhe 17 tiros e como é que ele não morre?"

Ela e a mãe eram vitimas de violência por parte do pai e inacreditávelmente foi a criança que tomou uma atitude para se defender a si e à mãe.
Agora pergunto-me, como é que é possível alguém, um pai, agredir de tal ordem a familia que leve a criança a baleá-lo????
Como é que um adulto consegue abusar da sua força física e transformar a éstória dos seus filhos em filmes de terror????
Faz-me mesmo muita confusão e provoca-me muita tristeza.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Raciocinio do Dia

" Um gajo anda com os neurónios todos fodidos porque se farta de respirar CO2."

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Eu, Eu, Eu...

A minha cara amiga Estagiária lançou-me um desafio. Tentar descrever-me numa lista com apenas 8 características imaginem... bem tentarei.


1) Sou analítica. Bastante. Terrivelmente. Consigo fazer perfis de quase toda a gente e sitios num curto espaço de tempo.
2) Intuitiva. Acho que ser assim ainda me torna mais analítica e do mais aborrecida que existe tanto que todos me dizem que consigo "prever" as coisas. Devia abrir uma barraquita de bruxa :)
3) Faladora. Consigo falar por mim e pelo resto do mundo e diga-se de passagem que NÃO consigo estar calada. É mesmo um vício. Falar, falar, falar...
4) Sou francamente justa. Não tolero injustiças, não tolero que o mas forte prevaleça sobre o mais fraco, que a mentira vença, que os FDP vençam. E fico mesmo frita da pipoca quando tenho que vivenciar situações destas.
5) Amiga, daquelas que largam o namorado porque a amiga acabou com o dela, que deixam a sogra pendurada porque a amiga não sabe como lidar com alguma coisa. Daquelas que ajuda em tudo o que pode, que oferece miminhos, que se preocupa que dá força e que mesmo quando é chutada a pontapé, lol, volta como se fosse um cachorro abandonado. E tudo porque acho que a amizade não morre. Juro que tenho tentado mudar isto e até tenho melhorado bastante!!!!
6) Sou brincalhona e e gozona. Estou sempre a fazer piada com tudo, qualquer situação serve para rir, porque adoro rir. E consigo dizer coisas a gozar que ninguem percebe que estou a gozar. É lindo!!!! Que mázinha:)hehehe
7) Empenhada. Não há nada que eu queira que não consiga. Luto por tudo o que meto na cabeça e como não aceito derrotas, empenho-me tanto que acabo por conseguir.
8) Impulsiva. Acho que esta até devia ter sido a primeira. Sou daquelas que primeiro disparo e depois pergunto se há inimigos. lol. Ajo maioritariamente pelo primeiro impulso. Se soubessem a quantidade de vezes que me lixo com F grande à conta de ser assim...



E agora...

Quero saber como são...

querida Marlene, As minhas pequenas coisas, O sindrome dos 30, Sofia, Querida Ana, Sakura, Olhos Dourados e a todos os que o queiram fazer.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Falhas Tecnicas

Olá pessoal!
Estou sem pc :(
Aliás, estou sem pc até agora, estou a utilizar o do meu colega à espera que o meu portátil novinho em folha me entre pela porta a dentro lol.
Assim que tiver condições tecnicas digo algo.
Bjs

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Frase do Dia

" Os preliminares da mulher começam uma semana antes"

Pois é, uma frase bem interessante e verdadeira, sendo que não a levem à letra, porque também adoramos rapidinhas e conseguimos aquecer em tempo record:)

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Broa de Fim de Semana III (ou burrice completa:S)

Pois é, este fim de semana os meus colegas lá me ensinaram mais umas coisitas!
Eu adorooooo este trabalho (ironia é obvio) porque aprendo sempre coisas do diabo.
Este fim de semana aprendi o seguinte:

O que é um ser assexual????? Desenganem-se aqueles que acham que é uma disfunção sexual, devido à incapacidade de sentir atracção sexual por qualquer sexo, porque na verdade é:

UM SER COM 2 SEXOS!!!!!!!

ah pois é... vocês também não sabiam... aprendam seus ignorantes!!! :)

Eleições

Espero que todos vós tenham ido votar, eu cá ainda tive uma aventura para descobrir onde votava uma vez que mudei de zona de residência. Mas votei.
E mais uma vez ganhou o Socras! Temos mais 4 anitos de criticas:P

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Surpresas

Sou um pouco esquisita nisto. Reajo muito mal a surpresas. Não gosto de ser surpreendida. Não gosto daquele tempo em que as atenções estão concentradas em mim para testar e observar reacções.
Fico desconfortável. Posso até adorar a surpresa, mas o facto de me tornar o centro das atenções já me incomoda muito.
E o pior, é quando as surpresas são más. Sim, porque nem todas as surpresas nos fazem rasgar um sorriso, nem todas provocam uma vontade de saltar de alegria.
E quando eu pensava que não podia haver algo pior que uma surpresa má, descobri que afinal pode haver a repetição de uma situação altamente negativa que aparece de surpresa.
E esta deixou-me em stand by... já lá vai uma semana.

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Anedota III

Aconteceu realmente na rádio TUPI FM 104,1 em São Paulo/Brasil:

Locutor: - Quem fala?
Ouvinte: - É o Vicente.
Locutor: - De onde, Vicente?
Ouvinte: - Lapa!
Locutor: -Olha aí, Vicente da Lapa! Valendo o kit com camiseta e CD do Edson e Hudson. Preste atenção! Qual é o país que tem duas sílabas e se pode comer uma delas? Prestou bem atenção? Há um país com 2 sílabas e 1 delas é muito boa para se comer. Dez segundos para responder: Ouvinte: - CUba!
Locutor: (mudo por alguns segundos e algumas risadas no fundo). Tá certo, senhor Vicente! Vai levar o prémio pela criatividade. Mas aqui na minha ficha estava escrito JaPÃO.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Coisas que me irritam

Existem algumas coisas que me deixam um pouco aborrecida, chamemos-lhe assim e uma delas é a mania que as pessoas têm de catalogar tudo e todos e de dizer que se fosse com elas faziam tudo diferente. E isto em particular com os filhos.
Sou mãe de uma criança de 4 anos, que só meu deu até hoje 4 noites mal dormidas, nunca fez aquelas birras de bebé, dorme as noites todas desde o 1º mês e meio, não me lembro uma única vez de ele acordar a chorar, ou fazer birra para dormir, para comer ou algo que o valha, até aos 3 anos.
Quando fez 3 anos, eu e o pai separamo-nos e talvez venha daí o início das birrinhas dele… ou não. Ninguém nunca saberá.
Sou portanto uma sortuda, porque uma elevada percentagem dos pais não tem esta sorte. O certo é que nunca me ouviram dizer “epá… o filho de fulana e cicrano grita, chora, berra, não come, porta-se mal, etc e a culpa é dos pais, porque não metem regras, porque não lhe fazem isto ou aquilo ou porque fazem aquilo e isto”.
E eu até poderia dizê-lo, mas não digo! E não digo porque não sei dar valor ao que é ter uma criança em casa com este temperamento.
Não sei o que é ter que me levantar cedo depois de ter passado uma noite quase toda em claro. Não sei o que é querer ter um pouco de paz na hora das refeições e ter um filho que não quer comer. Não sei nada disto.
E portanto acho que não tenho o direito de tecer comentários face aos filhos dos outros e muito menos à forma como educam ou deseducam os seus filhos.
Todos nós enquanto pais cometemos erros, todos nós fazemos coisas as quais não se enquadram nos padrões standard. Todos nós aprendemos em conjunto e a cada dia. E isso tem a ver com os nossos próprios limites. Com aquilo que toleramos com mais ou menos facilidade.
Eu por exemplo fico possessa quando o meu filho diz que quer e depois não quer e provavelmente uma grande fasquia de pessoas releva isso com facilidade.
E se entrarmos no campo comportamental ainda pior. “Ah e tal, o filho do Manelito fala tanto, e parece que está ligado á corrente. Os pais deviam por fim aquilo” “A filha da Ambrosina está sempre quieta, não brinca, deve ter problemas”.
Pois é, acontece que as crianças têm um “defeito”, têm a sua própria personalidade, e a sua maneira de lidar com as emoções.
E então o que fazemos???? Trancamos a sete chaves todos os míudos que roçam a inquietude ou a quietude a mais??? Só os meio termo é que têm direito à vida social?????
É que todos opinam. Opinam os que já são pais de alguém, porque o filho deles não fez e não aconteceu, logo os filhos dos outros se fazem é culpa dos pais, que não agiram como eles próprios agiram. Mas na realidade estamos a falar de indivíduos, filhos e pais, todos eles diferentes, ainda que dentro do mesmo contexto.
E opinam tanto ou mais os que ainda não são pais. Aqueles que nem sequer sonham como é ter que cuidar e educar alguém que tanto se ama.
Afinal digam-me lá, pais e não pais. Querem que seja tudo à vossa imagem ou semelhança??? Por acaso vocês também são iguais a todos os vossos amigos e conhecidos??? Não. E por isto mesmo, porque todos somos indivíduos singulares e diferenciados.
Portanto da próxima vez que tiverem que comentar alguma coisa que seja sobre os filhos dos outros, olhem primeiro para o vosso seio familiar e vejam quantas coisas os outros não mudariam também.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Desafio

Olá a todos. Esta semana vou iniciar com um desafio à muito proposto, por uns quantos seguidores que prometi que fazia... mas que foi ficando esquecido.

O que te choca?
A mentira. Sempre.

O que te arrepia?
Bem, para além de estórias sobre violência especialmente a crianças, cobras, centopeias, depois tenho outras tantas que me arrepiam mas não vos conto :P

O que te excita?
Um bom desafio, a arte de seduzir e ser seduzida. Aquele coro inicial.

O que te solta?
A música.

O que te faz rir?
Uma boa anedota, convivio com amigos e uma série de experiências boas e más das quais acabo sempre por rir.

O que te faz chorar?
O desprezo das pessoas que amo.

O que te faz falta para seres feliz?
Acho que me falta sempre algo, porque estou sempre à busca do melhor.

O que te traz tristeza?
O fim de uma amizade. A desonestidade das pessoas.

O que te magoa?
A falta de humanidade.

O que desejas?
Que me saia o euromilhões.

O que receias?
Aquilo em que uma pessoa se pode tornar quando tem escolhas próprias, especialmente o meu filho.

O que não queres perder?
Todas as pessoas que me são especiais.

O que queres alcançar?
A estabilidade em termos profissionais.

Uma data que abominas?
O dia 17 de Março, dia em que o meu avô se suicidou e 22 de Maio, dia em que faz anos a pessoa que mais negativamente me marcou.

Uma festividade que adoras?
A passagem de ano, sem sombra de dúvida.

Uma qualidade que aprecias nas pessoas?
A humildade, a boa vontade e a frontalidade.

Uma caracteística que abominas?
Egoísmo, mentira e os vira casacas.

Uma nostalgia?
Os tempos de adolescente que passei no Alentejo.

Agora, passo este desafio a todos os meus seguidores.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Taboo

Ontém levei o serão a jogar Taboo, com uns amigos. Adoro jogos de tabuleiro e em particular este jogo.
Quanto melhor conhecermos os nossos parceiros de equipa mais nos safamos.
Vocês conhecem o jogo?

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Só comigo

Isto só comigo, francamente mas só comigo!
Então hoje não vou a um cliente pedir dinheiro que nos deve há uns quantos anos e não sou expulsa das instalações, porque não tenho que dizer que eles são devedores e maus pagadores??????!!!!!!

Puta que os pariu!

30

Este número este ano em particular diz-me muito e hoje tenho 30 seguidores:) hehehhee. Fico tão feliz, por saber que o que vou escrevendo também vos cativa.

Sejam bem vindos e quantos mais melhor.

segunda-feira, 14 de setembro de 2009


Respondendo a um desafio da Virgula Voadora, vou atribuir 10 cartões vermelhos hehe, muito embora eu preferisse passar cartões verdes, aliás, qualquer dia vou lançar esse mesmo desafio, a mim e a todos vós.


Ora comecemos:
1º - A todos os condutores que buzinam por tudo e por nada até mesmo quando não têm motivos.
2º - Às mulheres que sofrem de maus tratos, físicos ou psicológicos, pelos companheiros e continuam na relação e sempre a defender os anormais com quem vivem.
3º - Intolerância. Todos cometemos erros e se gostamos que aceitem os nossos temos que dar o exemplo.
4º - A todas as religiões que aplicam a regra do dízimo. Que tristeza!!!!
5º - Às pessoas deprimentes e negativas. Até tenho medo delas. É que o convivio pode causar danos mentais aos outros, lol
6º - Aos sapatos sem salto ou de salto raso!
7º - A todos os insectos e rastejantes que se aproximem da minha pessoa.
8º - Mentira. Sob qualquer pretexto e contexto.
9º - Pessoas que comem de boca aberta, arrotam e peidam-se em publico.
10º - E finalmente... A todos os clubes que não o GLORIOSO BENFICA!!!!! (hehehe, já sei que vou ouvir muito à conta desta)
Francamente que era bem mais simples dar 30 cartões verdes do que 10 vermelhos, ufa... que estafa!
Agora deveria passar este desafio a 5 pessoas, mas o problema é que em 80% dos casos em que passamos qualquer coisa as pessoas não ligam nenhuma, logo, deixo este desafio a todos os que me acompanham que desejem usufruir do mesmo. Assim... todos ficamos felizes!

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Mais miminhos

Pois é, a minha querida Marlene premiou-me e com mais 2 selos:)

E vou ter que nomear 5 pessoas a quem os vou passar:



Virgula Voadora, Cantinho da Bê, Guia das Mulheres para totós, As minhas pequenas coisas e Caixa poeirenta


E o segundo selo foi :


E como tenho que o oferecer a 10 pessoas, ofereço-o desde já aos 5 que nomeei em cima e ainda a:

Sakura, O sindrome dos 30, o diário da estagiaria, Pronuncia do Norte e a dona de casa perfeita

E tenho que mencionar qual a minha peça de roupa favorita... só uma??? É que não dispenso o belo do vestido preto, calças pretas, tudo o que é de ganga e uma boa lingerie.

Agora vou-vos avisar:)






quarta-feira, 9 de setembro de 2009

A vida tem cada coisa

Vocês ainda não sabem, porque eu ainda não vos contei, mas sou uma medricas do caneco no que toca a animais e a outra enorme série de coisas.

Agora imaginem que tenho um filho do mais destemido que existe e calculem o pagode que foi ontem à noite na praia, eu a tentar apanhar caranguejos, a gritar cada vez que eles se mexiam e o meu filho a dizer:



"Mãe, não grites, eles não têm medo de ti. Queres que eu os apanhe?"



Foi no mínimo embaraçoso:( e para continuar... hoje de manhã: Trovoada.

Odeio trovoadas, tenho sempre aquela sensação desconfortável e ter que sair de casa com uma trovoada que parecia abanar os prédios ainda se torna mais assustadora.

Mas mais uma vez, o meu metro de gente me disse:



"Mãe, que fixe, trovões. As nuvens estão a empurrar-se umas às outras, podemos ficar aqui na rua a ouvir?"



E eu cagada de medo, nem pensar, vamos já para o carro.

Isto realmente! Uma pessoa está talhada para cada coisa :P

Ao menos ele defende-me quando for maior lol

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Anedota II

Duas amigas caídas de bebedas e aflitas para fazer xixi, vão fazê-lo no cemitério.
Uma limpou-se com as cuecas e a outra como não tinha limpou-se a uma fita de uma coroa de flores que estava perto.
No dia seguinte um dos maridos ligou ao outro:
- A minha mulher chegou bebeda e sem cuecas, acabei o casamento!
- Dá-te por contente, a minha trazia uma fita presa no cú que dizia "Jamais te esqueceremos! Carlos, Tiago, Pedro e todo o pessoal da faculdade".

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Badalhocos???!!! Naaaaa

Olá pessoal, espero que o vosso fim de semana tenha sido do very best que o meu tb foi :)
Hoje vou falar de assunto e lançar-vos um desafio.
Um dia num bar, um amigo (aquele que gosta de me chocar com a realidade, alertando-me para as coisas dos ciganos http://palpitaqui.blogspot.com/2009/08/discriminacao.html, entre outras), ele sai-se com o seguinte comentário:

"Já reparaste que a maioria das pessoas não lavam as mãos quando saem da casa de banho?"

Na altura disse-lhe logo que não era verdade. Que toda a gente lava as mãos quando sai da casa de banho, mas o facto é que NÃO.
E após umas pesquisas encontrei um estudo efectuado que comprova que 90% (NOVENTA) não lavam as mãos depois de sair da casa de banho.

Para além de ter ficado chocada quer com a comprovação visual quer com a leitura deste estudo, só tenho a dizer o seguinte:

Homens, se eu fosse vocês deixava de cumprimentar pessoal com um aperto de mão. Nunca se sabe em que condições elas se encontram.

E agora, comprovem por vocês mesmos e vão dando notícias.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Advogados, Processos e Tribunais

Antes de mais, agradeço-vos a todos o apoio que me deram. Vocês são uns queridos:)
Eu sou a Maria dos casos insólitos e ontem não seria excepção.
Se calhar sou eu que sou a preconceituosa, mas a minha noção de advogados, aliás comprovada por tantos casos que tive até hoje, é que são pessoas aparentemente idóneas, apresentáveis e que sabem falar e dominam o poder das palavras.
Ora imaginem bem que ontem num dos processos que tive, o advogado da parte contrária apresentava-se como sendo um autêntico cromo!
Estava de mocassins castanhos SEM MEIAS, calças cinza claro, POLO vermelho e casaco de fato azul escuro. Parecia saído de um boneco animado. E um tipo novo, tipo 40 anos.
Mas o pior foi quando ele abriu a boca. Ele disse tanta treta! Eu já nem sabia se havia de rir ou chorar.
Começou por dizer que estava ali de favor. E o que temos nós a ver com isso??? Se ele é amigo do Réu, e resolveu ir de favor que raio têm os outros a ver com isso????
Disse que se 0 tribunal tinha competência para obrigar o Réu a entregar os bens, eles nem precisavam de tentar chegar a acordo muito embora quisessem entregar os bens. A sério??? Isto é só boa fé. Ou então ainda nínguem explicou a este senhor que o tribunal pode condená-los por litigância de má fé, quando apresentarmos as provas que o Réu agiu com má fé.
Mandou uma testemunha nossa calar-se dizendo " Você cale-se. Você é o agente provocador"
A minha alma ficou parva!!!!! Eu nem queria acreditar no que acabara de ouvir. Mas também confesso que me fartei de gozar com o meu colega e que esta vai perdurar para a vida.
Depois começou a dizer que esta tentativa de conciliação não era necessária, mais valia seguirmos para julgamento que ele entretanto logo falava com o nosso advogado durante o tempo de espera. Então mas que porra vem a ser esta?? O cromo está numa tentativa de conciliação e diz que não se quer conciliar mas que se pode vir a conciliar enquanto espera pelo julgamento?????? Vai-se conciliar vai, mas é com a estupidez dele.
E depois de sairmos da sala de audiências, teve o displicência de vir abordar novamente a nossa testemunha, dizendo que ela não podia dizer o que disse porque não tem razão.
Escusado será dizer que virámos costas, porque a partir dali ou lhe pregava um banano pela cabeça abaixo ou chamava as autoridades para o identificar e processar por calúnia e difamação.
Então não é que o homem gritava, atropelava tudo e todos incluindo a mediadora, esbracejava como se se estivesse a afogar e tentava enxovalhar os outros, ou seja nós?!
O cromo até chegou a dizer. Pois, vocês falam no vosso armazém, mas o vosso armazém é a sede.
Mas que raio importa isso? Ele deve estar habituado a lidar com merceeiros e não conhece empresas cujos escritórios e armazém sejam na mesma instalação. Balha-me Deus!!!!!
A melhor ainda foi quando ele disse ao nosso advogado: Mas colega, nós temos pontos de vista diferentes. Esta merecia um oscar. Será que ele conseguiu atingir sozinho que as partes têm pontos de vista opostos, ou precisou de ajuda???

No segundo processo, encontrámos uma advogada novata, tadinha. Foi sozinha e quando expusemos o caso, que na realidade é meramente uma verbalização da nossa P.I., ela nem olhou para a contestação dela e acreditou piamente em nós e nas provas claro.
Foi surreal. Então como é que uma advogada acredita piamente na parte contrária quando está ali para defender o oposto??? Até me deu pena. A rapariga lá pediu um adiamento para a semana e nós concordámos. Enfim...

É a justiça que temos. Se eu fosse advogada mudava de profissão por ter colegas daquele calibre.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Num instante...

Olá amigos(as),
Obrigada pela vossa sorte e energia positiva. Mas não foi suficiente para as coisas correrem bem :(
Amanhã contos os pormenores. Bjs

Energias Positivas

Olá meninos e meninas:)

Preciso que vocês concentrem as vossas energias positivas para mim, please.
Hoje tenho 2 processos em tribunal e preciso da vossa força cosmica.

Depositem-na aqui, please!!!!
Wich me luck

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Discriminação

Ora vejamos, todos nós, ou quase todos já tivemos ou temos contactos com o povo cigano. Muito bem, eu pessoalmente não sou muito fã de ciganos, acho que tenho mesmo cagufa daquela gente que traz sempre 50 familiares, cada um armado com 10 pistolas, 20 facas e 30 outros objectos igualmente perigosos.

Mas foi na 6ª feira, durante uma conversa com um amigo professor que fiquei a saber algo que me indignou, e hoje ao pesquisar na net ainda mais indignada fico. Ora topem lá isto:

"Os ciganos deviam ser realojados dispersamente pela sociedade. Uma forma possível de o realizar seria através da compra de casas pelas câmaras municipais na malha urbana para depois as disponibilizar às famílias ciganas”, sugere o relatório da Comissão Parlamentar de Ética, Sociedade e Cultura.

Execente ideia! Que cabecinha pensadora! Bora lá todos pagar casas pros ciganos! IUUUPIII!!!

“Há um conjunto de preconceitos que levam a que estas famílias sejam colocadas nas periferias, em terrenos impróprios ou com deficientes condições de habitabilidade”, refere o documento, salientando que “há um número elevado de famílias que ainda não teve acesso a habitação social e vive em barracas”.

Esta informação já não deve tanto à inteligência e deve ter sido escrita por um emigrante de longos anos que não sabe que os ciganos contrafacturam quase tudo o que é possível e que se em vez de aplicarem o dinheiro deles em carros, ouro e armas, o usassem para a aquisição de casas já teriam várias.
Aliás, eu tive a oportunidade de entrar na barraca de um cigano e vocês nem calculam a riqueza em que eles vivem. Têm tudo do bom e do melhor.

O relatório refere ainda que os ciganos perderam as formas tradicionais de trabalho, não adquiriram as competências necessárias à integração no mercado de trabalho, empobreceram e perderam a sua autonomia.

Esta nem comento! Recuso-me!
E agora a pior parte:

Mais de cinco mil famílias ciganas recebem o Rendimento Social de Inserção (RSI), para colocarem os seus filhos na escola, bem como para os adultos desta etnia que não apresentem a escolaridade mínima obrigatória.

Portugal é um país vergonhoso!!!
O pessoal que trabalha desconta pra caneco pra Seg. Social e Finanças e para quê???? Para pagar casas e estudos aos ciganos!!!!
Só vos digo isto: F----se! M....a! C...lho! para esta gente toda!

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Anedota

Uma Freira velha pediu para escreverem na campa

"Nasci virgem, Vivi virgem, Morri Virgem..."

O cangalheiro achou que eram muitas palavras e escreveu:

'Devolvida sem ser comida '

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Tentativa de homicídio

Ora bem, antes de mais têm que prometer que não se vão rir.
........
Vá prometam senão não conto nada.
........
Muito bem, ora aqui vai. Para quem me conhece sabe que eu sou do mais friorento que pode existir e que me faz imensa confusão pessoas desagasalhadas. Na minha casa então nínguem pode andar descalço, começo logo eu: "vai já calçar-te, olha que o chão está frio e constipas-te" ou então "vai vestir um casaco - mas não está frio (diz quem quer que seja) - está sim senhora."
É mais ou menos uma regra do tipo, se eu tenho frio todos têm.
E como vocês também sabem o meu menino recebeu como prenda de anos um aquário, que ele tanto gosta, e infelizmente (ou não!!lol) os meus peixinhos passam a vida a morrer.
Pois é, e eu estava sempre a dizer, como é que eles não hão-de morrer se a minha água está sempre nos 24º???? Eu subo a temperatura do termostato, mas a temperatura da água é sempre a mesma.
Pois.
Ontém estava em casa com o meu namorado, quando ele olha para o termómetro e diz "Patrícia, a água está a 37º!!!!"
E eu retorqui logo: Não está nada, não vês aqui a marca verde??? (que marcava 24º) e responde ele: LLLLLOOOOOOLLLLLLL Mas não é para o verde que tens de olhar, mas sim para o vermelho, que está nos 37º. LOL.

Acabei de descobrir que sou daltónica, miope e completamente burra! LOL.
Ia cozendo os peixes. LLLLOOOOLLL. Achava que eles tinham frio percebem???
Ainda me pergunto como é que estes 5 sobreviveram.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Obrigado Marlene

Pois é, já vos falei do ínicio deste blog e das motivações que me trouxeram para este "mundo" e também já confessei que a vossa presença aqui no meu estaminé, acaba por de uma forma ou outra enriquecer a minha pessoa.

Acredito na partilha de experiências e opiniões e mesmo que sejam diferentes das minhas são sempre benvindas.

Pois agora a minha querida Marlene do http://complexidadestransparentes.blogspot.com/ deu-me um selo! :) hehehe um selo!






E eu, novata nestas cenas, estou aqui a dar pulos na cadeira tal qual criança de 3 anos que recebeu um molho de rebuçados.

Muito obrigada por este selo e de acordo com o que percebi, vou ter de o passar a mais 8 compinchas, e pois cá vai: Um bem haja para todos mas em especial para:

O Diário da Estagiária: http://quemmandanaosoueu.blogspot.com/
Cantar de Galo: http://apanharogalo.blogspot.com/
As minhas Divagações: http://vou-divagar.blogspot.com/
Sakura: http://sakuranewsonline.blogspot.com/
Cantinho da Bê: http://paudecanelaementa.blogspot.com/

Alma: http://isabel-alma.blogspot.com/
O Síndrome dos 30(anos): http://sindromedostrinta.blogspot.com/
Caixa Poeirenta: http://caixapoeirenta.blogspot.com/

Agora é só copiarem esta imagem e mandá-la para 8 dos vossos.
Ah e para que conste que só não envio para quem me mandou porque ela já o tem, porque caso contrário era um dos seleccionados.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Frase do Dia

" A felicidade não aparece por osmose. Constrói-se."

terça-feira, 18 de agosto de 2009

O que será?

O que será que muda? Será que sou eu? És tu? É a perspectiva? É a ambição? É o querer mais?
Pois, provavelmente é o querer mais.
Somos humanos e os humanos querem sempre mais.
Não importa o que se conquistou mas sim o que há para conquistar. Não aprendemos a dar valor ao que a vida se nos apresenta mas sim a desejar tudo aquilo que não se tem. E o desejo de querer mais tem como limite o infinito.
Somos portanto pessoas de batalhas, de conquistas e de vitórias!! Mas sem reinado. Porque sempre que chega a nossa hora de reinar aparece outro desafio, outra guerra. E a nossa vontade de conquista, a nossa necessidade de provar que somos lutadores e batalhadores, impede-nos de saborear a bonança, empurrando-nos de batalha em batalha tal qual saltimbancos.
Sempre que dominamos e conhecemos o território deixamos de aprender com ele e perdemos o interesse. Se calhar fazêmo-lo porque perdemos há muito o interesse em nós próprios.
Será que investimos em tudo porque já desistimos de nós? E será que desistimos de nós ou de nós próprios?
Será que o erro é meu? Será teu? Será da perspectiva? Será a ambição? Será o querer mais?
Provavelmente é o querer mais. É o achar que merecemos melhor e que conseguimos ter melhor.
O busilis está em que sempre que temos o melhor não conseguimos viver com ele. Procuramos falhas, bugs, defeitos e partimos em busca de melhor. E sempre que o encontramos repetimos este processo.
Mudei-te! Mudaste-me! Transformaste-me numa outra pessoa e eu fiz o mesmo contigo.
Mas agora... agora és diferente. Agora somos diferentes.
Nunca parei para pensar que se te mudasse teria que viver com as tuas diferenças. Provavelmente também não pensaste.
Nunca pensei que eram as nossas diferenças que nos uniam. Mas tu sabias disso. Sim sabias, sabias e dizias "eu não te quero mudar porque gosto de ti tal como és...".
Mas provavelmente eu mudei-te ou tu mudaste e estas palavras que sempre marcaram a diferença, são agora a diferença.
E são a diferença, porque são a ausência. Ausência de palavras, de pensamento e de sentimento por este príncipio que marcava a diferença.
Mas sabes o que sei? Sei que esta guerra não ganhámos, nesta guerra não somos os melhores, nesta batalha não conquistámos e por isso talvez reinemos.
Provavelmente com perseverança, com esforço e dedicação talvez reinemos.
Mas será que queremos reinar???
Não sei! ... Não sabes!... Mas juntos sabemos!

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Nós também temos direito!

O meu filho passa a vida a perguntar-me onde está a minha pila e o porquê de eu não ter uma. Mas aqui entre nós, dava um jeitão do caneco.
Especialmente para mijar onde me apetecesse! Que carago!
Os homens vertem águas, em qualquer lado, sem qualquer stress.
Eu, que no outro dia à noite, na praia, tive um ataque de necessidade imediato, procurei um cantinho para o fazer e no preciso momento em que começo a verter... apareceu um cão, com os donos e mais 2 amigas que passeavam e ainda um pescador!!!
E claro está que não sei qual de nós ficou mais vermelho. E depois começam todos a olhar com aquele olhar recriminador do tipo "uma rapariga a urinar na praia". Pois claro está que sim! Nós também temos necessidades e as mesmas nem sempre são fáceis de controlar e quando não temos uma Wc por perto, porque não fazê-lo??
Mas que porra!

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

E ainda dizem que são o sexo forte...

Relato de um homem que depilou os tintins...
Estava eu a ver TV numa tarde de domingo, naquele horário em que não se pode inventar nada para fazer, pois no outro dia é segunda-feira, quando a minha esposa se deitou ao meu lado e começou a brincar com minhas 'partes'.
Após alguns minutos ela teve a seguinte ideia:
- Por que é que não me deixas depilar os teus 'ovinhos', pois assim eu poderia fazer 'outras coisas' com eles.
Aquela frase foi igual a um sino na minha cabeça. Por alguns segundos imaginei o que seriam 'outras coisas'. Respondi que não, que doeria coisa e tal, mas ela veio com argumentos sobre as novas técnicas de depilação e eu a imaginar as 'outras coisas', não tive argumentos para negar e concordei.
Ela pediu-me que me pusesse nu enquanto ia buscar os equipamentos necessários para tal feito. Fiquei a ver TV, porém a minha imaginação vagueava pelas novas sensações que sentiria e só despertei quando ouvi o beep do microondas.
Ela voltou ao quarto com um pote de cera, uma espátula e alguns pedaços de plástico. Achei estranhos aqueles equipamentos, mas ela estava com um ar de'dona da situação' que deixaria qualquer médico urologista sentir-se um principiante.
Fiquei tranquilo e autorizei o restante processo. Pediu-me para que eu ficasse numa posição de quase-frango-assado e libertasse o aceso à zona do tomatal.
Pegou nos meus ovinhos como quem pega em duas bolinhas de porcelana e começou a espalhar a cera morna. Achei aquela sensação maravilhosa! O Sr.'tolas' já estava todo 'pimpão' como quem diz: 'Sou o próximo da fila!'
Pelo início, imaginei quais seriam as 'outras coisas' que aí viriam. Após estarem completamente besuntados de cera, ela embrulhou-os no plástico com tanto cuidado que eu achei que ia levá-los de viagem. Tentei imaginar onde é que ela teria aprendido essa técnica de prazer: Na Tailândia, na China ou pela Internet?
Porém, alguns segundos depois ela esticou o 'saquinho' para um lado e deu um puxão repentino. Todas as novas sensações foram trocadas por um sonoro ' APUUUUTA QUEEEE TE PARIUUUUUUU', quase gritado letra por letra.
Olhei para o plástico para ver se a pele do meu tin-tin não tinha vindo agarrada. Ela disse-me que ainda restavam alguns pelinhos, e que precisava repetir o processo. Respondi prontamente: Se depender de mim eles vão ficar aí para a eternidade!
Segurei o Sr. Esquerdo e o Sr. Direito nas minhas respectivas mãos, como quem segura os últimos ovos da mais bela ave amazónica em extinção, e fuipara a banheira. Sentia o coração bater nas 'pendurezas'.
Abri o chuveiro e foi a primeira vez na minha vida que molhei a salada antes de molhar a cabeça. Passei alguns minutos deixando a água gelada escorrer pelo meu corpo. Saí do banho, mas nestes momentos de dor qualquer homem se torna num bebezinho: faz merda atrás de merda. Peguei no meu gel pós barba com camomila 'que acalma a pele', besuntei as mãos e passei nos 'tomates'.
Foi como se tivesse passado molho de piri-piri. Sentei-me no bidé na posição de 'lavagem checa' e deixei a água acalmar os ditos. Peguei na toalha de rosto e abanei os 'ditos' como quem abana um pugilista após o 10° round.
Olhei para meu 'júnior', coitado, tão alegrezinho uns minutos atrás, e agora estava tão pequeno que mais parecia o irmão gémeo de meu umbigo.
Nesse momento a minha esposa bate à porta da casa de banho e perguntou-me se eu estava bem. Aquela voz antes tão aveludada e sedutora ficou igual a uma gralha. Saí da casa de banho e voltei para o quarto. Ela argumentava que os pintelhos tinham saído pelas raízes, que demorariam a voltar a crescer. Pela espessura da pele do meu tin-tin, aqui não vai nascer nem sequer uma penugem, disse-lhe.
Ela pediu-me para ver como estavam. Eu disse-lhe para olhar mas com meio metro de intervalo e sem tocar em nada, acrescentando que se lhe der para rir ainda vai levar PORRADA!!
Vesti a t-shirt e fui dormir, sem cuecas. Naquele momento sexo para mim nem para perpetuar a espécie humana.
No outro dia de manhã, arranjei-me para ir trabalhar. Os 'ovos' estavam mais calmos, porém mais vermelhos que tomates maduros. Foi estranho sentir o vento bater em lugares nunca d'antes soprados.
Tentei vestir as boxers, mas nada feito. Procurei algumas mais macias e nada. Vesti as calças mais largas que tenho e fui trabalhar sem nada por baixo.
Entrei na minha secção com uma andar igual ao de um cowboy cagado. Disse bom dia a todos, mas sem os olhar nos olhos, e passei o dia inteiro trabalhando de pé, com receio de encostar os tomates maduros em qualquer superfície.
Resultado, certas coisas só devem ser feitas pelas mulheres. Não adianta nada tentar misturar os universos masculino e feminino.

Grande Lata

Pois é, gostava de ter metade da lata que vejo em muita gente. Existem pessoas que me fazem ficar de boca aberta horas a fio.
Empresas multinacionais na sua grande maioria, que depois de se verem servidas pelas PME's, pura e simplesmente desatam a mentir com todos os dentes que têm na boca, com o unico objectivo de não pagar as facturas que lhes são devidas.
E depois quando as colocamos em tribunal, vêm a correr, tentar fazer acordos, mas o mais, nem sei se engraçado ou latoso, é que nesta altura não querem pagar os juros, não assumem que fizeram merda e que não têm bases legais para se defender como ainda querem descontos.
Acho fantástico. Se eu conseguisse ser como eles, era rica!

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Preciso de Ajuda

Olá malta, tenho o meu advogado de férias e preciso obter um parecer jurídico até amanhã. Se alguém conhecer um advogado, por favor indique-me.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Broa de Fim de Semana

Um excelente colega a pedir um gelado do Ice Age 3:

" Dá-me um coiso de gelo da idade da pedra"

terça-feira, 4 de agosto de 2009

As melhores desculpas

Aqui ficam umas excelentes desculpas para darem nos vossos postos de trabalho. Atenção que são histórias verídicas.

Um comercial em dia de chuva:
"Não posso trabalhar porque não tenho roupa de inverno"

Um servente que devia ter entrado ás 08h00, diz assim às 11h30:
"Sim, vou trabalhar, estou só a beber um chá"

Um gajo da manutenção:
"Hoje não vou trabalhar, porque já são 12h00 e ainda não consegui pôr as lentes de contacto"

Um servente parado entre as 12h00 e as 16h30:
"Eu não consigo trabalhar porque me quero matar"

E os outros 2 colegas que estavam com este mesmo servente:
"Não podemos trabalhar, porque estamos a ver se o D. não se mata"

Aceitam-se desculpas novas.

Obrigado!

Obrigado Amigos e Amigas. Sim, obrigado a vocês que têm um A maísculo.
São vocês que fazem da minha vida, um local agradável, onde gosto de estar.
Foram vocês que iluminaram uma vez mais uma passagem nesta vida. Alguns de vós já caminham comigo há decadas, outros há semanas, mas um grande obrigado a todos.
Espero ter-vos sempre comigo, vocês representam aquilo em que acredito. A alegria e a veracidade das relações que perduram no tempo.

Obrigado!

quinta-feira, 30 de julho de 2009

30 ...

Hoje é oficialmente o meu último dia na casa dos vinte. Amanhã já serei trintona!
E afinal fazer 30 não tem tanta piada assim.
Como é que eu vou ser trintona se ainda me sinto como que acabada de sair da adolescência???
É que ter 30 parece-me ter alguma responsabilidade anexada.
As pessoas esperam que os trintões ajam sempre com alguma sensatez, com calma, com sabedoria, enfim... esperam tudo dos trintões.
Mas e eu??? Como vou ser assim? Eu não sou assim! Sou impulsiva, directa, frontal, digo tudo o que me passa pela cabeça mesmo que os outros não gostem de ouvir (sem faltar ao respeito a nng), sou brincalhona, odeio planos...e tantas outras coisas tipicas de quem não tem 30.
O maior exemplo é...estar aqui a escrever sobre a minha relutância a entrar nos 30.
E não tarda muito vou começar a fazer birra! Não quero os 30.
Alguém que me anime, please!

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Preconceito... preconceito

Existem um sem número de coisas que nos fazem parar para pensar e a homosexualidade é uma delas.
Cada vez mais os homosexuais se assumem e tentam ser aceites perante os olhos dos outros, falam em preconceitos contra eles próprios, mas será que as coisas são assim tão lineares?
Afinal quem são os preconceituosos??
Existe um homem que nunca se tendo assumido como gay, é bem visto e brinca dentro de um grupo de heteros, mas entretanto a vida muda e esse mesmo homem, assume-se e aqui surgem as complicações. O que fazer e como lidar com esta pessoa???
Se continuamos a brincar com ele como até ali, somos uns sacanas que estamos a gozar com a cara dele, uma vez que sabemos que ele gosta de homens e continuamos a brincar como até ali.
Se por outro lado paramos com as brincadeiras, ele sente-se marginalizado, colocado de parte e descriminado.
Mas será que os homos alguma vez param para pensar que para as outras pessoas eles continuam a ser os mesmos????
Se eu fosse uma Maria vai com todos os meus amigos tinham que mudar a sua postura perante mim? Porquê? Pela minha sexualidade?
A resposta é: não, não deviam. Eu posso ter os envolvimentos sexuais que quiser que isso não muda a minha forma de ser com os amigos. E com a homosexualidade a linha de raciocínio é a mesma.
Portanto parem de pensar que os outros é que vos olham de forma diferente porque vocês se assumiram, porque na realidade vocês é que se colocam à margem mesmo quando são aceites.
Vocês são os preconceituosos contra o mundo hetero e contra vocês mesmos.

terça-feira, 28 de julho de 2009

Saga dos Travões no carro

Pois é, ainda ando com esta história do carro às voltas. http://palpitaqui.blogspot.com/2009/06/ajuda-precisa-se-urgentemente.html
É o que faz ter 2 carros e pouco dinheiro. Quando um avaria e não tenho dinheiro para arranjar, ponho-me a andar com o outro e esqueço-me do que avariou. :P
Mas hoje lá me dignei a ir ao mecânico e descobri que aquele Sr. fantástico http://palpitaqui.blogspot.com/2009/06/um-semi-desfecho.html lá do Algarve "enfiou" uma massa dentro do tubo de travões e agora tenho que o substituir também.
Acho que vou tirar o curso de Mecânica, porque senão tou tramada.
E ainda não fui buscar o carro, vou agora. Vamos ver como corre. Lol

segunda-feira, 27 de julho de 2009

LLLLLLOOOLLLL

Então não é que a PSP hoje vai leiloar armas????
As mesmas armas que eles próprios se esfalfaram para retirar da rua?????
E ainda por cima isto é LEGAL!!!!!!
Estamos perdidos. Completamente perdidos.

E só me dá vontade de rir. LLLLLLLLLLLOLLLLLLLLL

Viva o HFF

Há coisas que me fazem uma confusão na cabecinha que até me deixa lerda durante uns bons meses! (já sabem que se daqui para a frente publicar alguma coisa sem sentido advem desta situação:P)
Então uma pessoa desconta 11% do seu salário bruto para o sistema de saúde privadíssimo intitulado Segurança Social, e a entidade patronal suporta outros 23.75% para esta mesma instituição e depois quando um gajo precisa lá vai parar aos diversos serviços que esta espelunca fornece.
E entre eles, está claro que se encontra o maravilhoso Hospital Fernando Fonseca, mais conhecido como Hospital Amadora-Sintra.
Agora concebam que tenho um familiar que é lá seguido há cerca de 4 anos em 2 especialidades: Cardiologia e Urologia.
Após uma carrada de exames que demoram uma eternidade até se poderem fazer o Urologista chegou à conclusão que os rins dela estavam a parar e mandou-a para a Nefrologia.
Há cerca de um ano na primeira consulta desta especialidade disseram-lhe:

"Oh minha senhora, o que é que a senhora quer que eu lhe faça? Explica-me? Você tem pedras nos rins, mas isso não tem mal nenhum. E para mais, acho que se a senhora já está a ser seguida por outros 2 médicos (atenção que são especialidades diferentes) já chega, senão isto passa a ser uma "salganhada" de médicos. Vou dar-lhe alta."

E este raciocinio assomou o Sôtor numa só consulta de 10 minutos. Nem olhou para os exames.
A velhota não parava de se queixar e lá fomos nós a um médico privado. Daqueles que nos veêm, mas para os quais não fazemos nenhuma especie de desconto mensal. Diagnóstico: A Sra tem os rins a parar.
Estranho não é??? Dois médicos a dizer o mesmo.
Uma consulta de Urologia depois e sai outro diagnóstico: " Mas o meu colega deu-lhe alta?????!!!! A senhora tem que lá voltar. Os seus rins estão a parar".
Fantástico como é que um Urologista vê algo tão flagrante que o Nefrologista não consegue ver, quando rins é a especialidade do segundo.
Moral, um ano depois chega novamente a consulta de Nefro e Tchan....

M: Mas o que faz a Senhora cá outra vez???? Eu já não lhe tinha dado alta?
P: Pois Dr, deu, mas o Urologista continua a dizer que tenho os rins a parar bem como outro Nefro particular que fui.
M: Mas a Sra não tem nada. E quem percebe de rins sou eu. Quer explicar-me como é que hei-de fazer o meu trabalho é isso? Eu não vejo nada aqui.
P: Pois, mas os exames e o processo está todo no computador.

O Sôtor lá se dignou a abrir a ficha dela e heis que surge a resposta do ano:

M: Ah pois é. A Sra tem os rins a trabalhar a 20%, tem que ir para a Imodiálise e olhe que não tem muito tempo de vida.

Palavras para quê???? Depois o pessoal espanta-se quando aparece um médico com o pernil esticado numa esquina qualquer.
Não é o que dá vontade???? Então se o Sôtor tivesse feito aquilo para o qual é pago, se calhar os rins não ficavam como estão hoje, um ano depois.

Francamente! E o que me espanta ainda mais é o sistema do próprio hospital que nem com gestão publico-privada vai lá. Não existe qualquer espécie de controle sobre estes anormais a quem pagamos o vencimento.
Como diria um blog alheio... Que pariu!!!

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Nova Moda

Sou uma pessoa muito gozona por natureza, e há uns meses atrás num restaurante, quando paguei a conta o empregado disse-me:

"Então, obrigadinhos" - com um sorriso de prestabilidade na cara.

E eu retorqui:

"Ora essa, de nadinhas" - com cara de quem tentava conter a gargalhada.

Olhei para esta situação, como algo pontual mas o certo é que de há 2 dias para cá onde quer que entre existe um "obrigados".
Mas por acaso mudaram a expressão de agradecimento e isso passou-me ao lado?????

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Broa do dia

hehehehehe

Com certeza que já ouviram falar nas inumeras mulheres que, por circunstâncias da vida, tiveram que fazer "uma liquidação das trompas".

LLLLLLLLLOOOOOOOLLLLLLLL

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Que lindo orçamento...

Tenho muita pena, mas como o mesmo nos foi enviado por fax, já o digitalizei, mas não consigo deixá-lo legível (também não sou muito famosa com estas tecnologias), portanto vou transcrever:


" x.xx€ Presso por metro m2 arrancar alcatifa, dar barramento e aplicar vinil.
y.yy€ Presso por m2 se tiver que levar mais uma de mão de barramento. Se o orçamento for aceite, será necessária pagar 50% por % no ínicio e os restantes no final da obra"

LINDDDDDDDDOOOOOOO!

Opáaaaaa

Mais uma vítima! :( Se calhar não fui talhada para a aquariofilia lol
Desta vez foi o meu peixe favorito, o peixe faca, mais conhecido por Bush.
Que chatice, ainda por cima era o 2º peixe mais caro do aquário, o que piora a sensação lol

terça-feira, 21 de julho de 2009

Sinto-me triste, como que a desvanecer.
Se existem sensações péssimas, acabei de vivenciar uma mais que péssima.
Ver o meu filho a chorar a dizer que quer ficar com a mãe e ter que ir com o pai. Não há palavras que exprimam isto.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

As primeiras vítimas

Comprei 2 limpa fundos (Corydoras) e não resistiram 24 horas.
Houve um deles que faleceu colado a uma planta.

Que tristeza!

Cinema nas Prisões

Este país tem com cada M...a que eu vou-vos contar.
Com que então agora os reclusos têm direito a cinema. Isto é fenomenal. A Lusomundo em parceria com a Direcção Geral dos Serviços Prisionais, lançaram um projecto apelidado de D.V.D. (Divulgar, visualizar e discutir) que consiste em criar uma "sala de cinema" dentro de pelo menos 48 prisões nacionais, para que os reclusos possam ver filmes como se no cinema estivessem.
Este projecto teve a estreia no Estabelecimento Prisional de Tires no dia 14/07 e vai ser mensal.
A finalidade é reintegrar os reclusos visualizando filmes onde os maus da fita acabam ... mal.
Mas a realidade é esta! Quem é que paga esta cena toda????
Somos nós! Os contribuintes! Nós os pacóvios que cumprimos a lei, que respeitamos as regras e que para além de patrocionarmos a comida, cama e roupa lavada aos reclusos enquanto eles tiram "cursos" (que na realidade nunca dão uso) agora ainda suportamos sessões cinematográficas.
A minha alma fica sempre um pouco mais parva com estas notícias!

sexta-feira, 17 de julho de 2009

O início

Criei este blog por 2 motivos. O primeiro foi porque sempre gostei de escrever e as circunstâncias da vida impediram-me de fazê-lo durante quase 2 anos. Era por falta de tempo, de vontade, e por fim porque não conseguia simplesmente escrever.
O segundo motivo foi a minha irmã. No dia 16 de Maio foi a bênção das fitas dela. E é com muito orgulho que vos digo que foi um dos dias mais importantes da minha vida.
Acompanhei-a do princípio ao fim. Orgulhosa! Fui claramente das pessoas mais babadas que a cidade universitária já viu!
Acompanhei sempre de muito perto todo o seu percurso académico, dediquei-me em completo a fazer as fitas para ela (adorei fazer isto) e quando este dia chegou, estava mesmo muito feliz. A vitória dela também era a minha. Aliás, foi a ela com quem também trabalhava há 4 anos que dediquei o meu 2º post. Precisava dizer-lhe tudo aquilo e nada melhor que um blog para dar uma ajudinha, visto que tal como digo, não tenho muita facilidade em exprimir-me por palavras.
Tenho muita pena que ela nunca tenha vindo aqui visitar-me e partilhar comigo felicidades e tristezas, futilidades e assuntos sérios deixando ao menos um comentário. Mas a vida é isto mesmo!
Hoje, olho para o meu blog como um amigo, sinto-vos a todos como pessoas que ocupam também um lugar na minha vida.
Sei que posso partilhar o que me vier à cabeça que vocês, quer compreendam ou não, vão palpitando. E este palpitar tem muita importância.

Pilas...

O meu bebé ontem disse-me assim:

"Mãe, onde está a tua pila?"

"Oh filho, a mãe não tem pila, a mãe é uma menina"

"Ah... foi o gato que a comeu ou perdeste-a?"

"LLLLLLLLLOOOLLLLLLLLL"

Não lhe disse mais nada, porque a minha explicação seria muito "violenta" para a idade dele. Seria algo do género, olha filho, a mãe não tem pila e fica muito feliz por isso. Tenho muito orgulho em ser mulher e acima de tudo utilizo sempre (ou quase) a cabeça de cima.

Mudanças

Pois é, somos os dois muito novos, eu e o meu blogue.
Ele porque nem tem 2 meses e eu porque mal percebo disto. Mas hoje aventurei-me e andei a mudar umas coisitas. Poucas! Mas já é uma evolução.:)

Frase do dia

"Não me tragam problemas sem me trazerem também uma solução"

Fiquei completamente fã desta frase. Aplica-se em tantas ocasiões, e vai-me dar imenso jeito.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Crescer

Crescer é tramado. Tornarmo-nos maduros, adultos, crescidos emocional e espiritualmente custa muito.

Olhar para aquilo que vivemos como verdade absoluta desde sempre e depararmo-nos com uma outra infinidade de caminhos que nos afastam dessa verdade como que paralelamente… nem sempre é fácil aceitar, ou diria até, nem sempre é fácil interiorizar.

Apesar de gostar de aventura sou do tipo de pessoa que preciso de segurança no meu dia a dia, não daquela segurança em termos de horários, em termos de planos, mas saber que tenho aquelas pessoas à minha volta e que sempre que precisar, sempre que eles precisarem… estamos lá… uns para os outros… estamos lá.

Nunca acreditei em novas amizades. Não achava possível que alguém que aparece agora na minha vida pudesse de alguma forma tornar-se grande amiga, tornar-se um porto de abrigo e acima de tudo uma pessoa de minha confiança.

Quer porque já tenho idade para saber bem que a confiança dá-se em quantidades mínimas a um número mínimo de pessoas, quer porque sou desconfiada face às intenções, por vezes sorridentes e simpáticas, dos outros para mim.

Foi a vida, foi a minha vida, o caminho que percorri até aqui que me fez ser e estar assim.

Mas um dia… um dia acordei, como de resto faço todos os dias e a minha verdade tinha mudado. A minha verdade não era mais esta.

De repente percebi que aquelas folhinhas que aparecem de vez em quando na ponta do ramo, quando o vento lhes bate, afinal estão lá.

Nem todas o vento leva. E elas vão ficando. E vão proliferando. E eu vou aprendendo a gostar delas, a apreciá-las, a estar e conviver com elas.

E nesse dia dei conta de algo tão evidente mas imperceptível aos meus olhos cegos. Da mesma forma que existem folhas que nunca caem, existem outras que caem de “velhas” (deixam muita saudade e mágoa pela perda), mas também existem as “novas”, as “escondidas.

Por isso, por fazerem parte da minha vida, por terem conseguido de mim aquilo que nem eu conseguia, um muito obrigado. Obrigado por existirem. E por fazerem mudar a minha realidade.

Onde é que já se viu?????

Por acaso já algum de vocês deixou de comparecer ao trabalho 6 dias seguidos e depois com a maior das latas ligar às 11h50 do 6º dia de faltas consecutivas e perguntar:

"Então, tudo bem? Que querem que eu faça hoje?"

Nem sei muito bem se hei-de rir, chorar ou gritar. E nem sei muito bem o que me indigna, se a descontração do tipo, se a sua estupidez ou se a burrice natural...

terça-feira, 14 de julho de 2009

É Oficial

Por portas e travessas descobri que mais nng no prédio ouviu o meu "barulho".
Crianças e graudos, estão definitivamente convidados para armar bagunça de verdade lá em casa ás 6ª e Sábados.
Hehehehe

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Festas à grande...

.... vizinhos á perna.
Pois é, a festa correu lindamente, o puto adorou e fartou-se de curtir, mas a vizinha de baixo não achou grande piada.
Imaginem o meu azar! Sou mm daquelas pessoas que o insólito adora. Os meus vizinhos de baixo não moram lá, nunca estão em casa, mas neste fim de semana tinham que aparecer.
E como está claro, apareceram pra me vir chatear a cachimónia.
Não pusemos musica, não tivemos gritaria, mas às tantas da manhã, ainda os putos andavam a brincar pela casa quando me aparece o vizinho
"Desculpe lá, mas está muito barulho e quero dormir". Eu respondi, que apenas as crianças andavam a brincar (leia-se andar mesmo andar, de colocar um pé à frente do outro) mas de qualquer forma a festa está quase a acabar.
Nem sei como fui tão pacífica com o Sr, uma vez que já estava um pouco chateada porque um dos vizinhos de 3 prédios há frente já tinha esboçado um "Não podem estar na varanda a falar, vou chamar a polícia". Sim, isso mesmo, leram bem... o vizinho de 3 (TRES) prédios à frente a dizer-nos que não podiamos estar na MINHA varanda a falar.
Se eu estivesse na sala e fechasse a janela nem ouvia um pio do que se dizia na varanda, mas aquele vizinho, tisico com certeza, ouvia e reclamava.
Mas continuando... 5 minutos depois de o vizinho ter vindo dizer que estava muito barulho... Trimmm
"Olhe desculpe lá, o meu namorado já veio cá acima dizer que não conseguimos dormir. Não consigo perceber como é que a esta hora as crianças continuam a brincar. Se eu fosse outra pessoa já tinha chamado a GNR, isto é muito aborrecido, eu quero dormir, as crianças não podem continuar acordadas", dizia a vizinha.
E como já expliquei, devia estar sob o efeito de algum produto calmante (sangria provavelmente) respondi diversas vezes " pois, está certo, sim, tem razão", o que deixou a Sra completamente possuída. Ela queria discutir e não lhe dei hipotese, e então eis que ela "enfia" literalmente, a cabeça dentro da minha casa e desata a falar para os convidados.
Escusado será dizer, que nínguem lhe passou cavaco. E lá foi ela. E a festa continuou. lol.
Podia ter-lhe dito, quer que arranque as pernas ás crianças para que elas não andem?????
F...-se. É inacreditável. Raramente estou em casa, nunca faço festas, os gajos não moram lá e naquele dia tinham que vir chatear-me e sem razão.
Mas o mais engraçado foi no dia seguinte. Eram 08h07 e trimmmm.
Pego no auscultador e eis que surge o comentário do ano: " Bom dia vizinha, eu na qualidade de representante do edifício (algures entre a madrugada e as 08h00 deve ter havido uma reunião de condomínio e nomearam esta andorinha) venho dizer-lhe que a vizinha não pode fazer barulho até ás tantas, até mesmo porque a polícia já foi informada (devem ter ligado pra bofia a pô-los de sobreaviso, ontem houve um aniversário e hoje pode haver outro) e eu agora vou trabalhar. Portanto não pode mais fazer isto.(ui... que medo)."
Sabem o que lhe disse? YA. e desliguei o auscultador. Acho que o homem deve ter ficado azul, cor de rosa e às risquinhas.
Acham esta merda normal???? Francamente. Vê-se mesmo que não têm filhos, eu gostava de ver o que fariam eles se o meu filho berrasse dia e noite? Chamavam a bofia para me amordaçar o puto. Santa paciência.
Ontém à noite encontrei a minha vizinha da frente e tive que lhe perguntar se por acaso tinha ouvido barulho e a Sra disse-me " não, até mesmo porque só cheguei à meia noite e nessa altura a festa já devia ter acabado". Pois é, mas não! Não , não tinha acabado porque esta história com os vizinhos foi perto das 02h00.
Assim se vê, o enormeeeee barulho que estavamos a fazer. E a minha vizinha da frente ainda me disse "Mas você tem azar em morar por cima daquela vizinha. Não lhe gabo a sorte".
Agora podem ter a certeza. Todos os fins de semana vou convidar putos lá pra minha casa pra brincarem até cair pro lado. Vamos ver a resistência dos Senhores. P... que pariu!

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Adoro Festas...

Pois é, adoro festas e quando as festas são pros pequenotes ainda gosto mais. Este ano vou-me aventurar e tentar tratar da decoração manualmente. Vamos lá ver o que sai.

P.S. Mudei o nome do peixe faca de Americano pra Bush. Faz mais sentido. Bin e Bush.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Aquariofilia


Os amores das nossas vidas, fazem-nos fazer coisas que nem queremos acreditar.

E como eu não sou excepção, o meu amor "fez-me" montar-lhe um aquário.

Pois é! Eu, uma pessoa super prática que amo animais que interagem comigo, agora tenho um aquário.

Mas o pior de tudo nem é isso. O pior é que ultrapassadas as dificuldades de escolha do melhor filtro, melhor termostato, melhor etc etc... chegou a altura de aquisição de peixes.

E não é que a aquariofilia é um mundo interessantíssimo. Existem uma série de peixinhos giros de água quente, cada um vive numa temperatura e com um determinado Ph e nem todos conseguem coabitar dentro do mesmo espaço. :)

E após muitas perguntas, lá me decidi a comprar Molies (macho e fêmea) que dizem ser peixes muito sociáveis, para iniciar o nosso aquário.

O engraçado é que no dia de anos do meu amor, lá fomos comprar 5 peixes novos, supostamente todos muito sociáveis, e lá trouxemos um par de Viuvas Coloridas, 1 Tubarão martelo albino, 1 Dólar e 1 peixe Faca.

O Faca é fantástico, como podem ver na foto e nada sobretudo de lado. É o 2º maior peixe do aquário depois do Dólar.

A questão é que o meu rico Molie, o tal peixe sociabilissimo, morde o Faca a torto e a direito e este parvalhão esconde-se, em vez de lhe mostrar o seu tamanho. lol.

Claro está que já os apelidei. O Molie é o Bin e o Faca o Americano. :P

terça-feira, 7 de julho de 2009

Frase Memorável

" Um amigo é, como sempre foi, uma segunda metade"

CICERO

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Rectificação

Boa noite caros leitores,

Em referência ao comentário do Fred Eat Cock no meu post anterior sobre calinadas, mais concretamente no que se refere à frase

"A mãe de Martim, Ana Rita, já tinha entregado um requerimento à juíza ..."

fez-me pesquisar e muito embora me recorde de não ter aprendido na escola a pronunciar isto desta forma, a verdade é que a mesma se encontra correcta.

Peço desculpa pelo lapso e vou explicar o fundamento para se pronunciar tinha entregado e não tinha entregue como eu pensava ser.


A dúvida pode surgir porque estes verbos têm dois particípios passados, um regular, com a terminação em -ado ou em -ido (aceitado, entregado, elegido), e um irregular, reduzido (aceite, entregue, eleito). Existindo as duas formas, vamos, então, ver em que situações se utilizam.
A regra é esta: usa-se o particípio passado regular quando o auxiliar é o verbo ter, e o irregular quando o auxiliar é o verbo ser ou o estar.

Calinadas a bom português

Notícia do site http://diario.iol.pt/

"A mãe de Martim, Ana Rita, já tinha entregado um requerimento à juíza ..."

"Logo de seguida, Gonçalo Amaral, sustenta a acusação, «desferiu-lhe diversas socos no abdómen e bofetadas na face ao mesmo tempo que lhe dizia para indicar onde estava a Joana"

Bem nem quero imaginar como deve ter sido doloroso levar diversas socos e bofetadas na face (era bem pior se fossem bofetadas no rabo)

"Charles Darnell, o dono da serpente, que se enroscara no pescoço da menor apunhalou o bicho e conseguiu separá-lo da criança, tendo em seguida chamado as urgências médicas."

Será que nínguem explicou a esta gente que quando uma informação é colocada entre virgulas, é porque apenas adiciona algo de relevante mas não muda o sentido da frase, podendo a mesma ser lida sem essa informação????!!! Ou seja: Charles Darnell, que se enroscara no pescoço da menor...

É Oficial

Estou oficialmente sem travões... nenhuns!
Ou seja, se já só tinha travão de mão e uma das bombas a funcionar, agora nem uma coisa nem outra.
E é delicioso sentir o pedal do travão a ir ao fundo e ... perceber que não se tem travão de mão.
Ui... ainda consigo sentir aquele friozinho no estômago.
É desta que a minha Eleanor tem que ser "internada" por uns dias.

terça-feira, 30 de junho de 2009

O que as brincadeiras originam...

Olá a todos! Voltei de férias :(
Esta é a parte que nínguem gosta, lol, mas que tem que ser.
E na viagem de regresso, feita com crianças, as brincadeiras não podiam faltar.
Eis que o mais velho se sai com a ideia de escolhermos marcas de carros e contar quantos iam passando para ver quem ganha.
As marcas que se encontravam "em cima da mesa" eram:
Renault
Peugeot
Wolkswagen
Seat
E eu claro está (não sou tótó nenhuma) escolhi Mercedes.
E adivinhem lá. Numa fracção de 15 minutos (tempo que esta brincadeira decorreu) a contagem ia assim, respectivamente: 40, 8, 26, 9 e 39.
Ah pois é, caros amigos. A Mercedes ia em disputa renhida com a Renault.
A questão reside em que a Renault contabilizou muitos carros velhotes e a Mercedes ... escusado será dizer.
E ainda dizem que há falta de dinheiro.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Um semi-desfecho

Pois é, nem todos os mecânicos são charlatões. Com muito esforço e depois de bater a muitas portas altamente suspeitas e vigaristas, lá consegui encontrar um tipo decente.
Desmanchou o sistema de travões e viu que afinal o problema não se limita a ser na bomba direita mas tb na esquerda.
E disse que aqui no Algarve as bombas são muito caras e que mesmo os sucateiros vendem tudo pelo preço de novo.
Então, o Sr foi um porreiro, desactivou-me uma das bombas e "re-encaminhou" o óleo para a outra que embora esteja tb danificada, está bem melhor do que a esquerda.
E mais uma vez reforço as palavras do Sr. "É melhor a Sra arranjar a viatura lá na sua terra".
LOLLOLLLLLOLLLLL. Nem sei explicar como me contive para esboçar apenas um sorriso educado, em vez de uma gargalhada valente.
Mas pronto, por enquanto deixei de perder óleo e o carro já trava.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

E a saga continua...

Pois é, oficina marcada pra hoje às 10h00 e resultado? Chegámos lá e tchannna... o Sr apercebeu-se aquando da nossa chegada que afinal tinha mto trabalho pq uma série de peças que precisava pra ter arranjado os carros de ontém não tinham chegado e ele não tinha "espaço" pro meu carro.
Reparem bem o pormenor. O Sr não tinha espaço pro meu carro, qdo tinhamos a reparação marcada.
Socorro estou a ser embarretada....

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Ajuda precisa-se... Urgentemente

Olá amigos, comparças e curiosos,
Estas férias têm-me saído cada duque que nem vos conto. E para cúmulo, tenho um "mija mija" na bomba de travões do meu carro (volvo).
Por isso preciso urgentemente que alguém me diga se conhece uma oficina no Algarve, mas uma oficina de confiança, porque aquelas onde fui a conversa soa-me aterrorizadora, do tipo meta cá o seu carro que nós tratamos-lhe da saúde, mas no mau sentido.
O discurso geral é do género "Epá Sra, orçamentos não damos que tudo depende do que encontrarmos (tendo em atenção que se vê a olho nú a fuga de óleo na bomba de travão), portanto nem sequer sabemos se depois de desmontar vamos querer arranjar" ou ainda " Pois, isto é complicado, é melhor a Sra procurar outro sítio, porque pode acontecer algum azar e o carro não voltar a andar e a Sra fica a pensar que a culpa é nossa".
A sério???? É que por o carro na oficina pra arranjar a bomba de travão e ele nunca mais andar, não poderia de forma alguma ser culpa vossa.
Portanto, por favor quem souber de alguma coisa palpite aqui e com urgência.

terça-feira, 23 de junho de 2009

Pensamento silencioso

Há coisas que não se dizem, sentimentos que não se expressam, pensamentos que não se virtualizam, ideias que não se expõem.
Existem uma enormidade de todas estas coisas que não devem pura e simplesmente ser transformadas em palavras.
Talvez porque magoem quem as profere, quem as ouve, ou provavelmente porque tomarão uma importância que muitas das vezes nem sequer têm.
O que é certo é que para mim é muito complicado chegar e ficar neste estádio.
No silêncio. No diálogo entre os meus neurónios esquerdos e direitos.
Ver, sentir, viver e calar.
Calar naquele silêncio que nunca se cala. Consigo ouvi-lo escondido a querer sair de cada vez que pronuncio uma palavra mesmo que o contexto não seja o mesmo.
Ser diferente e ter que ficar calado porque o falar não vai trazer igualdade é bem F…o.
Gostava de ter botão de On/Off, para que em determinadas situações poupasse a minha “bateria” pondo-me “Off”. Assim, durava mais tempo e para o que realmente importa.
Mas já procurei e não encontro. Acho que vou ter que continuar a treinar este meu lado silencioso.

Ai ai ai

Já me estou a começar a passar! Passar ao ponto de dar em doida. Estou toda picada, os putos também. Nem vassouradas, nem janelas fechadas, nem luzes apagadas, nem a porra do Raid (fique sem melgas durante 45 noites) resulta.
Algumas sugestões???

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Teimosia

Detesto gente teimosa. Muito embora também saiba que o sou muitas vezes, mas fico possuída quando encontro alguém teimoso.
Ainda por cima se a teimosia for face à forma de encarar a vida.
Farto-me de tentar dizer a quem me rodeia que tristezas não pagam dívidas, que ser pessimista não contribui com felicidade em nada, que pensar no mau da vida só provoca atrasos.
Acredito que as coisas más acontecem sempre que pensamos nelas. Acredito que se o nosso foco for positivo, a nossa vida é positiva e vice-versa.
Acredito acima de tudo que o que levamos desta vida é a forma como nos damos a ela e aos outros, que o nosso legado é a felicidade que temos e a forma como passamos as nossas crenças. E por alma de quem é que se passam crenças negativas???? Todos já fomos magoados, humilhados, mal tratados e depois???
Passamos a fazer disso um icon? A nossa vida passa a ser um filme daqueles com a bolinha no canto??? Não pode ser! Não deve ser!
Temos que olhar para cada coisa negativa e pensar nas 5 coisas positivas que também aconteceram. E deixar de ser teimoso! Deixar a teimosia noutro capítulo da nossa vida.

domingo, 21 de junho de 2009

Frase do dia

"Quem dá a Deus empresta e eu tenho o inferno cheio de empréstimos"

Patrícia no seu melhor!

sábado, 20 de junho de 2009

Boa vida

Isto é que é vida, acho que passava de bom grado os próximos meses nesta vida.
Acordar, tomar pequeno almoço e piscina! Almoço, descanso e convivio e piscina! E depois piscina, piscina, piscina até anoitecer. Lol. Está tanto calor aqui no Algarve, que só se está bem dentro de água.
Depois jantar, jogos e Eristoff Ice. Ahhhhh.... quero o triplo das férias.

Jogos

Bem, ainda não vos falei do quão doida sou por jogos, adoro jogar. Não a dinheiro porque com o azar que tenho, perdia até a roupa do corpo. Mas jogos de tabuleiro ou de cartas, e esta semana tenho "apanhado barrigadas" de Uno Spin. É uma loucura.
Um gajo acaba o jogo com uma carta spin, roda aquela cena e pimbas...vai buscar até dizer mais não. Esta noite uma amiga minha apanhou meio baralho.
E este fim de semana somos 7 pra jogar. Ai, que vai ser em grande!

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Ameaça em tempo de férias


Ora aqui está uma cena fantástica. Ontem à noite preparava-me para colocar um objecto em cima da televisão do apartamento onde estou e eis que me deparo com esta informação no topo da mesma.


Agora sim percebo a sorte de existirem os comandos, é que senão estava tramada. Não via tv durante 15 dias.


É que não me atrevo a mexer na tv, esta mensagem soa-me aterradora.


Frases de Fim de semana

Olá pessoal, com esta história das férias esqueci-me de publicar o post semanal, mas cá vai.
Uma colega e amiga está a pensar fazer um piercing no lábio e eis que surge o seguinte raciocinio:

"Se quiseres fazemos-te o buraco de borla com o espeto das espetadas."

Nota importante: C. fica descansada que ele só quer usar o espeto das espetadas, azar seria se ele te quisesse fazer "o buraco" com o "espeto" dele. Lol